Los textos críticos acerca de la película O Som ao Redor, sus presupuestos estéticos y despliegues hermenéuticos

Autores/as

  • Rogério de Almeida Universidade de São Paulo
  • Christian Hugo Pelegrini Universidade Federal de Juiz de Fora

Palabras clave:

Cine, recepción crítica, hermenéutica (Fuente, Tesauro de la Unesco).

Resumen

El artículo tiene como fin emprender un análisis hermenéutico de los textos críticos en circulación en los principales periódicos, revistas y sites acerca de la película O Som ao Redor, del cineasta Kleber Mendonça Filho. Se seleccionaron 16 textos críticos, los que brindaron subsidios para la observación, entre otros elementos, de la recurrencia de tres presupuestos estéticos: el aspecto sociológico de la película, mediante el cual es posible comprenderla como una metáfora o un discurso sobre Brasil; la estética de la mezcla de géneros, desde, sobre todo, los recursos sonoros utilizados en el largometraje, y, por fin, el carácter innovador, criterio moderno que valora el potencial de novedoso contenido en una obra.

DOI: 10.5294/pacla.2016.19.3.3

Descargas

Los datos de descargas todavía no están disponibles.

Biografía del autor/a

Rogério de Almeida, Universidade de São Paulo

Professor Associado da Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo (FEUSP). Lidera o GEIFEC (Grupo de Estudos sobre Itinerários de Formação em Educação e Cultura) e é um dos coordenadores do Lab_Arte (Laboratório Experimental de Arte-Educação & Cultura). Bacharel em Letras (1997), Doutor em Educação (2005) e Livre-Docente em Cultura e Educação, todos os títulos pela Universidade de São Paulo (USP). Trabalha com temas ligados à Filosofia Trágica, à Antropologia do Imaginário, ao Cinema e à Literatura como processo de formação. site: www.rogerioa.com.

Christian Hugo Pelegrini, Universidade Federal de Juiz de Fora

Christian Hugo Pelegrini é Professor Adjunto da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). É Doutor em Audiovisual pela Universidade de São Paulo (USP). É formado em Radio e TV pela UNESP de Bauru, Especialista em Teorias e Técnicas de Comunicação pela Fundação Cásper Líbero e Mestre em História da Ciência pela PUC de São Paulo. Foi Gestor de curso de Rádio e TV na Universidade Municipal de São Caetano do Sul (USCS), Gestor de Estúdios de Rádio e TV da USCS e Coordenador do NUPPA (Núcleo de Pesquisa e Produção Audiovisual), também da USCS. Também foi professor dos cursos de Comunicação Social da PUC de São Paulo e vice coordenador do curso de Publicidade e Propaganda da mesma instituição. Participa do grupo de pesquisa GEIFEC - Grupo de Estudos sobre Itinerários de Formação em Educação e Cultura, da USP. Os termos mais freqüentes na contextualização da produção científica, tecnológica e artístico-cultural são: Enunciação Audiovisual, TV, Cinema, Narrativas Seriadas, Estética Narrativa, Comédia, História do Cinema, História da TV.

Publicado

2016-01-20

Número

Sección

Artículos