Envejecer femenino en el cine brasileño contemporáneo: otras narrativas, nuevas miradas

Autores/as

  • Clarissa Raquel Motter Dala Senta Universidade Federal de Goias
  • Maria Luiza Martins de Mendonça Universidade Federal de Goiás

Palabras clave:

Cine, representación, cine brasileño, envejecimiento femenino

Resumen

DOI: 10.5294/pacla.2012.15.3.9

En una cultura de consumo esencialmente visual, las representaciones cinematográficascomponen un imaginario social e integran un universo simbólicoque incide en las prácticas socioculturales. Desde esa perspectiva, esteartículo desarrolla un estudio investigativo y reflexivo sobre la representacióndel envejecimiento femenino en el cine brasileño contemporáneo, destacandomatrices de resistencia en narrativas audiovisuales que contestanprácticas hegemónicas. Se espera, así, brindar miradas plurales, creativos ysubversivos sobre la temática, dentro de posibilidades de liberación femeninay de diálogos con lo masculino. DOI: 10.5294/pacla.2012.15.3.9

Descargas

Los datos de descargas todavía no están disponibles.

Biografía del autor/a

Clarissa Raquel Motter Dala Senta, Universidade Federal de Goias

Mestre em Comunicação pela Universidade Federal de Goiás - Linha de Pesquisa: Mídia e Cultura. Especialização em Planejamento e Gestão de Eventos pela Pontifícia Universidade Católica de Goiás (2009). Graduação em Comunicação Social - Publicidade e Propaganda pela Universidade Federal de Goiás (2006). Área de atuação: comunicação audiovisual, comunicação e cultura, representação midiática, análise de produção de discursos, análise da imagem.

Maria Luiza Martins de Mendonça, Universidade Federal de Goiás

Possui graduação em Relações Públicas pela Universidade de Brasília (1977), mestrado em Comunicação pela Universidade de Brasília (1981) e doutorado em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo (1999). Pós-doutorado em comunicação audiovisual na Universidad Autónoma de Barcelona (2007). Fez intercâmbio como pesquisadora na Universidade do Quebec em Montreal (UQAM), com bolsa da Embaixada do Canadá. Atualmente é professora associada da Faculdade de Comunicação da Universidade Federal de Goiás. Professora do curso de mestrado em comunicação da UFG. Possui experiência na área de Comunicação, com ênfase em Teoria da Comunicação, atuando principalmente nos seguintes temas: comunicação e cultura, produção de subjetividade, cultura e turismo, terceiro setor, dinamização e mobilização sociocultural e cidadania. Dirige o grupo de pesquisa Comunicação e processos culturais (CNPq).

Descargas

Publicado

2012-10-30

Número

Sección

Subjetividades